terça-feira, 10 de maio de 2016

Uma carta para a minha madrasta, Thê!

Oi Thê! Parece que não nos vemos a muito tempo né? Mas faz apenas algumas semanas, e eu já morro de saudades suas! Sei que estou atrasada mas cartas demoram para chegar, ainda mais para ir dos Estados Unidos para o Brasil. haha

Nesse dia das mães eu queria te agradecer por ter sido minha mãe nos últimos 20 anos! Sei que não foi fácil para você, assim como não foi fácil para uma menina de cinco anos aceitar que a mãe dela havia ido embora e que o papai estava colocando outra em seu lugar. Sofri muito vendo minha mãe ir embora e uma mulher desconhecida entrando no lugar dela, mas aos poucos fomos aprendendo juntas a lidar uma com a outra e nos amamos tanto que as vezes até esqueço que você é apenas minha mãe de coração, ou que as minhas irmãs só são minhas irmãs porque você casou com o papai. 

Eu agradeço a Deus todos os dias por ter colocado você na nossa vida, principalmente na do papai! Desde o dia em que você chegou em casa o papai é outra pessoa, uma pessoa que transborda amor e felicidade por estar ao lado de sua alma gêmea. E pode ter certeza que eu e a Gi temos essa vida maravilhosa hoje porquê você chegou na vida do papai mudando tudo! Eu agradeço também por você ter me dado irmãs tão maravilhosas quanto a Flá, a Jú e a Fefê!! Mas Thê, pode ter certeza que a coisa que eu mais agradeço nessa vida é por Deus ter colocado você para me ensinar que existe amor de mãe e que ele é maravilhoso. Se hoje eu e Gisele somos mães amorosas, pode ter certeza que foi porque aprendi com você e com o amor que você sempre deu para mim e para ela, foi você que nos ensinou que o amor de mãe é o mais real e que nos fez querer virar mãe. Foi por causa da sua chegada com as meninas que eu e a Gi decidimos que teríamos uma família grande, pois nós amamos ganhar mais três irmãs que fizeram nossa vida completa.

Thê, foi você quem fez o dia das mães da escola ter um significado e que me fez parar de participar dele por obrigação! E nesses nove anos em que eu sou mãe, você foi a pessoa que mais me apoiou em todas as decisões tomadas. Principalmente lá no início, quando eu e o Pedro não sabíamos nada da vida e ainda tínhamos que decidir a vidinha da Melissa! Obrigada por nos encorajar a ir morar na Austrália. É graças a você que a nossa família está completa, pois foi você quem nos encorajou a adotar aquele menininho minúsculo deixado na porta de casa, hoje ele atende pelo nome de Joaquim e a pessoa que ele mais pede para ver e visitar é a vovó Thê. E obrigada, mais uma vez, por nos encorajar a vir para os Estados Unidos! É graças a você que eu e o Pedro estamos indo para a Inglaterra para dar uma vida melhor para os nossos filhos. Foi você quem nos encorajou a sempre ir além para melhor nossa vida e de nossos filhos. 

Lembra quando eu engravidei da Maria Beatriz e todo mundo me chamou de louca por decidir ter cinco filhos? Obrigada por estar lá e me fazer perceber que essa loucura é conhecida como amor. E obrigada por me dizer que se você deu conta de seis meninas praticamente gêmeas, porque eu não daria conta de crianças de idades diferentes. Ou então lembra de quando eu realizei meu sonho de infância de ter duas crianças chamadas Melissa e Murilo? Obrigada por não me deixar desistir dele após adotar um menininho e ainda me encorajar a ter a família grande que eu falava quando era pequena, é graças a você que minha casa é uma loucura cheia de amor e carinho. É graças a você que todos os dias o meu coração transborda de amor por cinco pessoinhas que me fazem louca inúmeras vezes ao dia, mas que sabem muito bem como compensar a loucura com amor.

Você esteve lá desde que eu virei mãe, até hoje, onde tenho cinco filhos maravilhosos que agora irão falar um inglês britânico, que a vovó odeia. hahaha Cinco filhos maravilhosos que odeiam viver longe da vovó e passam a semana chorando depois que ela vai embora, então pedimos do fundo do coração que com essa mudança para Londres, você nos visite muito mais!

Thereza, obrigada por dar um novo rumo para a vida do meu pai e assim fazendo eu e a Gisele termos vidas novas. Obrigada por sempre me apoiar da mesma forma que apoia as filhas são parte de você! Se hoje eu sou essa mulher que sabe dar o mesmo amor ao Joaquim foi porque há 20 anos você me mostrou que era possível amar um filho adotado do mesmo tanto que um filho seu. MUITO OBRIGADA!!

Pode ter certeza que tudo isso que eu disse, a Gisele também gostaria de te dizer. Foi você quem acendeu novamente a nossa chaminha de vontade de ser mãe e hoje somos muito amadas graças a você!

Não esquece de nos visitar na nossa casa nova, eu e as crianças vamos estar te esperando!! Ah, e pode levar o papai junto, ta? hahaha 

Nenhum comentário:

Postar um comentário